Capa

Império Endurance Brasil Império Endurance Brasil

Decisão insólita: Líder da GT4 pode vencer a final e não levar o título do Império Endurance Brasil

André Moraes Jr está na ponta da tabela com o Mustang, mas regularidade coloca as Porsches da Stuttgart como os únicos carros que só precisam da vitória para ficar com a taça

05.12.2023  |  923 visualizações

De todas as disputas de título que irão acontecer neste final de semana durante a Grande Final do Império Endurance Brasil, a da GT4 promete ser das mais emocionantes. Isso porque a pontuação extra distribuída na última corrida da temporada, aliada ao descarte do pior resultado do ano, gerou uma situação curiosa: Embora, André Moraes Jr lidere o campeonato sozinho e tenha sido o piloto que mais corridas venceu ao longo do ano, cruzar a linha de chegada nas Quatro Horas do Velocitta em primeiro lugar pode não ser suficiente para ele garantir o título.

Para ser campeão pela primeira vez, o piloto que compete a bordo de um Mustang ao lado de Flávio Abrunhoza e Leandro Ferrari precisa receber a bandeirada com um carro entre ele e a Porsche de Jacques Quartieiro e Danilo Dirani. André Moraes Jr. também não será campeão se Tom Filho vencer no interior de São Paulo.

“Tivemos alguns percalços durante a temporada, mas estou muito confiante no desempenho que o Mustang apresentou na etapa do Velopark. O Leandro (Ferrari) também está em excelente forma, guiando muito, e confio bastante neste conjunto, neste time para alcançar mais uma vitória. Esse é o meu foco, fazer meu trabalho e ganhar a disputa”, afirmou o piloto da equipe Autlog Racing.

É o preço da regularidade. Enquanto André Moraes Jr. oscilou em algumas provas, ficando entre o quarto e terceiro lugar, a dupla da Stuttgart Motorsport jamais subiu ao pódio se não fosse para ficar no degrau mais alto (duas vezes) ou, no mínimo, em segundo lugar (quatro vezes). A prova do Velopark, que eles não completaram, virou o descarte.

“Estamos muito confiantes no desempenho do carro e na nossa guiada para esta disputa. Mas nada está decidido e cada corrida é uma corrida. Não podemos vacilar”, disse Quartieiro.

Uma das razões para ter cautela é que marcar o líder não será suficiente para a dupla do carro #21 se Tom Filho, que também compete a bordo da Porsche, vencer no Velocittá. Com duas vitórias e dois segundos lugares, o parceiro de Luiz Landi e Marçal Muller é outro que garante o título se chegar em primeiro lugar.

“Entro na pista pensando única e exclusivamente em fazer tudo o que eu preciso para vencer. Eu sei que até existe uma combinação de resultados que pode garantir o título, mas isso é algo que eu sinceramente só vou olhar quando estiver recebendo a bandeirada”, garantiu Tom Filho.

Outros pilotos também conservam chances matemáticas de ficar com o título, mas precisam de combinações improváveis. É o caso de Henry Visconde, que precisa, por exemplo, que Dirani e Quartieiro sequer completem a prova. Quem também está em situação parecida são os campeões do ano passado, Marco Pisani e Renan Guerra. Eles precisariam vencer e torcer pelo abandono dos dois carros da Stuttgart e também do líder André Moraes.

A Grande Final do Império Endurance Brasil terá quatro horas de duração e será disputada no Velocittá, mesmo circuito que abriu a temporada. A disputa está marcada para este sábado (09), com largada às 10h30. A prova será transmitida ao vivo e na íntegra pelo Bandsports e pelo canal oficial da categoria no Youtube.

Texto: Bruno Império

Leia também...
22.02.2024

Confirmações serão enviadas até o dia 12 de março

22.02.2024

Autódromo Ayrton Senna, em Goiânia, será o primeiro a receber os carros mais rápidos e badalados do país. Ingressos estão à venda a partir de 20 reais

10.12.2023

Porsche quebra jejum de sete anos e fica com o título da GT3; Equipe Suttgart também levou o título da GT4 com Jacques Quartiero e Danilo Dirani

08.12.2023

Trio que compete a bordo do protótipo Sigma superou os líderes Xandinho Negrão e Marcos Gomes e vai em busca do título na P1 e Geral